O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou claro que fará forte pressão nas empresas de telefonia para que levem a banda larga de internet para todo o Brasil. “Se elas não fizerem isso, o Estado o fará”, disse o presidente durante a cerimônia de abertura da 2ª Conferência Nacional de Cultura, em Brasília, na noite de quinta-feira.

Lula referia-se ao Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) que, segundo ele, vai contribuir para a difusão da cultura no Brasil. Ele afirmou que há seis anos, com os problemas financeiros da empresa americana AES, a rede de fibras ópticas da Eletronet voltou ao controle do Estado. “Eu achei que seria fácil, era do governo, tem fibras ópticas para tudo quanto é lado, vamos fazer…”

No entanto, disse o presidente, foi preciso brigar na Justiça durante cinco anos para que a rede voltasse de fato às mãos do Estado. Aí, segundo Lula, quando as empresas perceberam que o governo faria o Plano de Banda Larga, eles responderam: “Nós fazemos, nós fazemos, nós fazemos”.

Matéria completa você encontra em : noticias.yahoo