RIO – Morreu na manhã deste domingo em Ipanema, aos 91 anos, o ex-atleta de 100 m rasos e militar Oswaldo Ignacio Domingues. A causa da morte foi registrada como insuficiência respiratória.

General-de-brigada reformado, ele disputou em 1936 a mesma competição que consagrou o americano Jesse Owens na Olimpíada de Berlim.

Atleta do Vasco à época e, por conseguinte, filiado à antiga CBD (Confederação Brasileira de Desportos), Domingues não aparecia nos registros do Comitê Olímpico Brasileiro como participante de Olimpíada até 2006. A entidade reconheceu em carta a ausência do seu nome no livro Sonho e Conquista, que reúne todos os atletas olímpicos brasileiros e deve ser atualizado neste ano.

Naqueles Jogos, uma disputa política promoveu um racha entre as delegações do COB e da CBD, e Domingues foi o único do atletismo da CBD a competir, sendo eliminado na primeira etapa.

Após abandonar o atletismo, Domingues seguiu carreira militar e foi secretário estadual de Segurança durante a fusão dos estados de Guanabara e Rio de Janeiro, em 1975. Casado havia 66 anos com Sonia Domingues, não deixa filhos.

Fonte:JB Online

Anúncios